Vespa de Corpo Comprido (Dolichovespula spp.)

Escrito por: Remi Hogar

|

|

Tempo de leitura 12 min

A vespa de corpo comprido (Dolichovespula spp.) , incluindo Dolichovespula maculata, é conhecida por sua coloração preta e branca distinta e comportamento social complexo. Constroem grandes ninhos de papel em árvores e estruturas humanas, defendidos agressivamente. Eles beneficiam o ecossistema ao controlar pragas e participar na polinização. No entanto, as suas picadas podem ser perigosas para pessoas com alergias. É crucial lidar com os encontros com cautela e contatar profissionais se os ninhos representarem um risco.

Dolichovespula spp.

🔍 Características Gerais da Vespa de Corpo Longo (Dolichovespula spp.)

🔍 A Vespa de Corpo Comprido (Dolichovespula spp.) é um inseto fascinante que se distingue por diversas características físicas notáveis. A seguir, exploraremos detalhadamente essas características e as diferenças entre as espécies do gênero Dolichovespula.

Características físicas da Dolichovespula

As vespas do gênero Dolichovespula possuem diversas características físicas que as tornam facilmente identificáveis:


  • Tamanho: As Dolichovespula são geralmente de tamanho médio, com comprimento que varia entre 12 e 20 milímetros, dependendo da espécie.

  • Coloração: A coloração dos Dolichovespula varia, mas geralmente apresentam padrões pretos e amarelos. Algumas espécies, como Dolichovespula maculata, apresentam coloração mais distinta com padrões preto e branco.

  • Asas: As asas da Dolichovespula são transparentes e membranosas, com veias bem definidas que auxiliam no seu voo ágil e rápido.

  • Corpo: O corpo da Dolichovespula é alongado e segmentado. Seu abdômen tem aspecto liso e brilhante, com cintura estreita que se conecta ao tórax.

  • Cabeça: A cabeça do Dolichovespula é relativamente grande em proporção ao corpo, com olhos compostos proeminentes que proporcionam excelente visão.

  • Antenas: As antenas de Dolichovespula são longas e finas, usadas para detecção de odores e navegação.

  • Pernas: As pernas são robustas e bem desenvolvidas, permitindo que Dolichovespula agarre superfícies com firmeza e manipule pequenos objetos.

Diferenças entre as espécies do gênero Dolichovespula

Dentro do gênero Dolichovespula existem diversas espécies com características específicas que as diferenciam:


  • Dolichovespula maculata: Vulgarmente conhecida como vespa de cara branca, esta espécie distingue-se pela sua coloração preta e branca. Dolichovespula maculata possui um padrão único em sua face predominantemente branco, ao contrário de outras espécies que possuem mais amarelo.

  • Dolichovespula arenaria: Esta espécie apresenta coloração mais amarela e preta, com padrões menos definidos em comparação com Dolichovespula maculata.

  • Dolichovespula sylvestris: Com preferência por habitats florestais, esta espécie apresenta padrão de coloração amarelo e preto semelhante ao das abelhas, mas com cintura mais fina.


Cada espécie de Dolichovespula possui adaptações específicas que lhes permitem sobreviver e prosperar em seus respectivos habitats. Essas diferenças são importantes para a identificação e estudo dessas vespas.

🌍 Habitat e distribuição da vespa de corpo comprido (Dolichovespula spp.)

Vespa de corpo comprido (Dolichovespula spp.)

🌍 Vespas do gênero Dolichovespula , incluindo espécies como Dolichovespula maculata, são encontradas em diversas áreas geográficas e habitats. Abaixo estão as regiões onde essas vespas são comuns e os tipos de habitat que preferem.

Áreas geográficas onde Dolichovespula são encontradas

Dolichovespula estão amplamente distribuídas em diversas regiões do mundo, principalmente no hemisfério norte. Suas áreas geográficas incluem:


  • América do Norte: As espécies de Dolichovespula são comuns em grande parte dos Estados Unidos e Canadá. Dolichovespula maculata é particularmente prevalente nessas regiões.

  • Europa: Na Europa, diversas espécies de Dolichovespula são encontradas em países como Reino Unido, Alemanha, e França, Espanha, entre outros.

  • Ásia: Algumas espécies de Dolichovespula também são encontradas em partes da Ásia, onde habitam áreas florestais e montanhosas.

Tipos de habitats preferidos pela vespa de corpo comprido (Dolichovespula spp.)

Os Dolichovespula preferem certos tipos de habitats que lhes proporcionem os recursos necessários para construir os seus ninhos e alimentar as suas colónias. Os habitats preferidos incluem:


  • Florestas e áreas arborizadas: Dolichovespula costuma construir seus ninhos em árvores e arbustos. As florestas proporcionam um ambiente ideal com material abundante para a construção de ninhos e uma rica fonte de alimento.

  • Áreas urbanas e suburbanas: Em áreas urbanas, Dolichovespula pode construir ninhos em estruturas humanas, como beirais, galpões e garagens. Dolichovespula maculata é frequentemente encontrada nesses ambientes devido à disponibilidade de locais de nidificação e fontes de alimento.

  • Áreas de campo e jardim: As áreas de campo e jardim oferecem habitat adequado com uma mistura de vegetação e espaço aberto. Dolichovespula podem aproveitar esses espaços para estabelecer suas colônias.

  • Regiões montanhosas: Algumas espécies de Dolichovespula preferem regiões montanhosas, onde as condições frescas e a abundância de flora proporcionam um ambiente favorável para a construção de ninhos.


Dolichovespula são adaptáveis ​​e podem sobreviver em uma variedade de habitats, desde que estejam disponíveis recursos adequados para construção de ninhos e alimentação.

🕧 Ciclo de Vida da Vespa de Corpo Longo (Dolichovespula spp.)

🕧 O ciclo de vida das vespas do gênero Dolichovespula , incluindo Dolichovespula maculata, é fascinante e é composto por vários estágios bem definidos. A seguir, exploraremos cada uma dessas etapas e a duração típica de cada uma.

Estágios do Ciclo de Vida Dolichovespula

Dolichovespula passa por um ciclo de vida que inclui as seguintes etapas:

Ovo

O ciclo de vida começa quando a rainha põe ovos. Os ovos de Dolichovespula são pequenos e ovais, presos às células do ninho construídas pela rainha. A rainha põe um ovo em cada célula.


  • Duração: Os ovos demoram entre 5 e 8 dias para eclodir.

Larva

Assim que os ovos eclodem, as larvas emergem. As larvas são alimentadas pela rainha e pelas operárias com uma mistura de mastigações de insetos e néctar. Durante esta fase, as larvas passam por vários estágios larvais, crescendo e mudando diversas vezes.


  • Duração: A fase larval dura aproximadamente 10 a 14 dias.

Pupa

Após completar a fase larval, as larvas se transformam em pupas. Nessa fase, as larvas tecem um casulo dentro de sua célula e se desenvolvem internamente, passando por uma metamorfose completa que as transforma em vespas adultas.


  • Duração: A fase pupal dura cerca de 12 a 18 dias.

Adulto

Eventualmente, as pupas emergem como vespas adultas totalmente formadas. Os adultos emergentes têm papéis diferentes dentro da colónia, dependendo da sua casta:


  • Rainha: A rainha é a fundadora da colônia e se dedica principalmente à postura de ovos.

  • Operárias: As operárias são fêmeas estéreis que realizam tarefas como construir o ninho, procurar alimento e cuidar das larvas.

  • Machos (Zangões): Os machos têm como principal função acasalar com novas rainhas.

  • Duração: A vida útil de uma operária Dolichovespula é geralmente de algumas semanas a alguns meses, enquanto a rainha pode viver até um ano, especialmente durante a hibernação de inverno.

Duração total do ciclo de vida

Todo o ciclo de vida de uma Dolichovespula, do ovo ao adulto, varia dependendo das condições ambientais e da disponibilidade de recursos, mas geralmente é concluído em aproximadamente 4 a 6 semanas. As colônias de Dolichovespula são sazonais, começando na primavera e atingindo o pico no final do verão, com a maioria dos indivíduos morrendo no outono, exceto as novas rainhas que hibernam para iniciar novas colônias na primavera seguinte.

🏠 Ninhos de Dolichovespula

Ninhos de Dolichovespula

🏠 Os ninhos de Dolichovespula são estruturas impressionantes que refletem a complexidade e organização social dessas vespas. Abaixo segue uma descrição detalhada desses ninhos, sua localização e os materiais utilizados em sua construção.

O que você deve saber sobre os ninhos Dolichovespula

Os ninhos de Dolichovespula são facilmente reconhecíveis por suas características distintivas:


  • Forma e tamanho: Os ninhos de Dolichovespula são tipicamente esféricos ou em forma de pêra. Podem variar em tamanho de alguns centímetros a vários decímetros de diâmetro, dependendo da espécie e da maturidade da colônia.

  • Estrutura Interna: Internamente, os ninhos são compostos por diversas camadas de células hexagonais onde as larvas se desenvolvem. Essas células estão dispostas em níveis horizontais chamados pentes.

  • Camadas externas: O exterior do ninho é feito de múltiplas camadas de papel, fornecendo isolamento e proteção contra predadores e intempéries.

  • Entrada: Os ninhos de Dolichovespula possuem uma entrada bem visível que geralmente fica localizada na parte inferior ou lateral do ninho, facilitando o acesso das operárias.

Localização e materiais utilizados na construção

Dolichovespula escolhe cuidadosamente a localização de seus ninhos e utiliza materiais específicos para sua construção:

Locais de ninho:

  • Árvores e arbustos: Um local comum para ninhos de Dolichovespula é nos galhos de árvores e arbustos, vários metros acima do solo.

  • Estruturas Humanas: Em áreas urbanas e suburbanas, Dolichovespula pode construir ninhos em beirais, galpões, garagens e outros abrigos feitos pelo homem.

  • Áreas Abrangidas: Podem também optar por locais protegidos, como dentro de cavidades de árvores ou em fendas de edifícios, onde ficam menos expostos a intempéries e predadores.

Materiais Utilizados na Construção:

  • Fibras Vegetais: Dolichovespula coleta fibras de madeira e casca, que mastigam e misturam com a saliva para criar uma polpa de papel. Este material é resistente e leve, ideal para construção de ninhos.

  • Saliva: A saliva da vespa atua como um aglutinante, ligando as fibras vegetais e permitindo que as operárias formem as camadas de papel que compõem o ninho.

  • Resina e outros materiais naturais: Em alguns casos, Dolichovespula pode usar resinas e outras substâncias pegajosas para reforçar o seu ninho e torná-lo mais resistente à umidade e outros fatores ambientais.


Os ninhos de Dolichovespula não são apenas abrigos para colônias, mas também centros de atividade social e reprodutiva. A localização e a construção cuidadosa destes ninhos refletem a adaptabilidade e engenhosidade destas vespas em vários ambientes.

🙋 Interação com humanos

🙋  As vespas do gênero Dolichovespula, incluindo Dolichovespula maculata, podem interagir com os humanos de várias maneiras. É importante compreender os perigos e benefícios que essas vespas podem oferecer, bem como conhecer as melhores dicas para lidar com os encontros com elas.

Perigos e benefícios da Dolichovespula para humanos

  • Picadas: Dolichovespula pode picar em defesa de seu ninho. Suas mordidas são dolorosas e podem causar reações alérgicas em algumas pessoas. Dolichovespula maculata é especialmente defensiva e pode atacar em grupos se o ninho se sentir ameaçado.

  • Alergias: Pessoas com alergia a picadas de insetos podem apresentar reações graves, incluindo inchaço, dificuldade em respirar e, em casos extremos, anafilaxia.

  • Ninhos em áreas urbanas: Os ninhos de Dolichovespula em áreas urbanas e suburbanas podem ser problemáticos, especialmente se estiverem perto de áreas de alto tráfego humano, como jardins, pátios e estruturas residenciais.

Benefícios:

  • Controle de pragas: Dolichovespula são predadores naturais de muitos insetos pragas, como moscas e lagartas, ajudando a controlar suas populações de forma ecológica.

  • Polinização: Embora não seja tão eficiente quanto as abelhas, Dolichovespula também contribui para a polinização das plantas na busca pelo néctar.

  • Equilíbrio Ecológico: Essas vespas desempenham um papel importante na manutenção do equilíbrio ecológico por fazerem parte da cadeia alimentar, servindo tanto como predadoras quanto como presas para outros animais.

Dicas para lidar com encontros com essas vespas

Gerenciar encontros com Dolichovespula requer cautela e respeito por esses insetos. Aqui estão algumas dicas práticas:


  • Fique calmo: Se encontrar uma Dolichovespula por perto, mantenha a calma e evite movimentos bruscos. As vespas podem interpretar movimentos bruscos como uma ameaça.

  • Evitando o ninho: Se você identificar um ninho de Dolichovespula, mantenha uma distância segura. Não tente se aproximar ou interferir no ninho, pois isso pode provocar uma resposta defensiva das vespas.

  • Vedar entradas: Em áreas urbanas, vede potenciais pontos de entrada em edifícios, como fendas e janelas abertas, para evitar que Dolichovespula construa ninhos no seu interior.

  • Removendo Alimentos e Lixo: As vespas são atraídas por fontes de alimento. Mantenha os alimentos cobertos e o lixo bem vedado para reduzir a atração de vespas.

  • Uso de repelentes: Existem repelentes naturais e químicos que podem desencorajar a aproximação de vespas. Estes podem ser úteis em áreas onde as vespas são uma preocupação constante.

  • Profissionais de controle de pragas: Se um ninho de Dolichovespula estiver localizado em uma área problemática ou se houver alto risco de picadas, entre em contato com profissionais de controle de pragas. Eles têm a experiência e o equipamento necessários para lidar com a situação com segurança.

💥 Como matar vespas de forma rápida e eficaz

Spray inseticida para vespas, vespas e vespas asiáticas 750 ml Remi


🐝Remi Avispas Spray Inseticida para Vespas (Fly C) é altamente eficaz na eliminação de vespas, vespas e insetos voadores em geral. A sua fórmula também é eficaz contra vespas asiáticas. Este produto é adequado para utilização no exterior, incluindo telhados, beirais, terraços, janelas, sótãos, frestas, calhas, entre outros. Seu diâmetro de ação abrange até 5 metros, garantindo proteção ampla e eficaz contra pragas de vespas e outros insetos voadores.


APLICATIVO


É importante ler atentamente o rótulo do produto antes de usar. Não deve ser pulverizado em alimentos ou utensílios de cozinha, nem em superfícies onde os alimentos são manuseados, preparados ou serão servidos ou consumidos. Evite aplicar o produto na presença de pessoas e/ou animais de estimação. Recomenda-se ventilar adequadamente a área antes de entrar no ambiente onde foi realizada a aplicação.


COMPOSIÇÃO QUANTITATIVA POR 100 g

Tetrametrina………..0,10%Permetrina………..0,10%Butóxido de piperonila………..0,40%Solvente e propelente csp.....100%

💬 Recomendações de uso do Spray Inseticida.


  • A aplicação aérea do produto deve ser direcionada para os cantos superiores do recinto, evitando pulverizar diretamente sobre objetos.
  • Para tratar ninhos de vespas, o produto deve ser pulverizado, direcionando a saída para a área onde está localizado o ninho de vespas, preferencialmente fazendo esta ação à noite.
  • Após o tratamento, é importante limpar e enxaguar com água potável as superfícies que possam entrar em contato com pessoas, principalmente crianças.
  • É fundamental evitar o contato com superfícies que tenham sido tratadas ou expostas ao produto.
  • O produto não deve ser aplicado junto com outros produtos químicos.
  • Recipientes vazios, restos de produtos e quaisquer outros resíduos gerados durante a aplicação devem ser considerados resíduos perigosos.
  • É importante descartar esses resíduos de acordo com as normas vigentes.
  • Esses resíduos não devem ser descartados em pisos não pavimentados, cursos d'água, pias ou ralos.

Armadilha ecológica para vespas com atrativo


Informação do produto.

  • Uma armadilha reutilizável para vespas projetada para capturar vespas, vespas, moscas e moscas.
  • Totalmente amigo do ambiente e reutilizável, o nosso atrativo permite-lhe manter o seu jardim livre de insetos irritantes como vespas, vespas, moscas e moscas.

Instalação fácil:

  • Despeje aproximadamente 100 ml de atrativo de vespas na armadilha.
  • Adicione entre 100 e 150 ml de água, enchendo o sifão até o nível indicado e feche-o.
  • O ideal é colocar a armadilha em uma área com sombra, perto de áreas onde você tenha problemas com esses insetos.
  • Repita este procedimento quando o nível do atrativo cair devido à evaporação ou quando a armadilha estiver cheia de insetos presos.
  • A instalação ideal é colocar uma armadilha a cada 10 metros lineares.

❗ A mentira do veneno para vespas e o Repelente Caseiro

É muito comum buscar remédios caseiros contra vespas na internet com a intenção de agir mais rápido e economizar dinheiro. Mas muitas vezes não prestamos atenção na qualidade dos produtos ou na confiabilidade das pessoas que nos aconselham a seguir esses passos. Estes são alguns dos mitos que são vendidos na internet prometendo eficácia imediata e resultados espetaculares, mas que na verdade não servem para nada. Aqui deixamos 3 recomendações caseiras para espantar vespas que não são verdadeiras.

⛔ Espantar vespas com vinagre


Outra possibilidade para se livrar das vespas é criar uma armadilha com vinagre. É um remédio caseiro que não custa muito e você pode fazer sozinho. Para isso, você precisa cortar uma garrafa de água e colocar vinagre. A única coisa que você deve fazer é deixá-la ao ar livre por um tempo prudente para que as vespas caiam na garrafa.

Use aromas cítricos.

O limão e a laranja ajudarão a repelir as vespas, pois esse cheiro é muito forte. Você pode colocá-los na sua cozinha para torná-lo mais eficaz.

Use objetos que refletem luz .

Um método para espantá-las é pendurar objetos que reflitam luz na sua janela ou em um galho de árvore, pois emite um comprimento de onda que as cega e as afasta.

Perguntas Frequentes Sobre a Vespa de Corpo Longo (Dolichovespula spp.)

Que tipo de vespas são perigosas?

As vespas geralmente consideradas perigosas são aquelas que podem picar repetidamente, como as vespas papeleras (Vespidae) e algumas vespas parasitoides (Ichneumonidae e Braconidae), especialmente se se sentirem ameaçadas perto de seus ninhos.

O que fazer se você encontrar um ninho de vespa oleira em casa?

Remova com cuidado e evite perturbar as vespas. Use roupas protetoras e produtos adequados ou chame um profissional.

Quais são as vespas que não picam?

Os machos de vespas e algumas espécies como as vespas oleiras solitárias geralmente não picam.

Que doença transmite a vespa?

As vespas não transmitem diretamente doenças aos humanos.